BCS-255/355

Motobombas para líquidos com sólidos em suspensão, conforme tamanho especificado na tabela.

Categoria:

Aplicação

  • Estações de tratamento de efluentes
  • Drenagem de águas servidas e pluviais
  • Bombeamento de efluentes não fibrosos

Detalhes técnicos

  • Bocal com rosca BSP
  • Caracol da motobomba de ferro fundido cinzento
  • Rotor semiaberto de ferro fundido GG-25 (exceto BCS-255 ½ cv)
  • Rotor semiaberto Vórtex de ferro fundido GG-25 para BCS-255 ½ cv
  • Placa de fundo de ferro fundido cinzento GG-15 (exceto BCS-255 ½ cv)
  • Selo mecânico duplo constituído de aço inox AISI-304, buna N, grafite e cerâmica
  • Selo mecânico constituído de aço inox AISI-304, buna N, hard carbon e cerâmica para BCS-255 ½ cv
  • Motor elétrico IP-68, 4 polos, 60 Hz, refrigerado com óleo dielétrico, eixo de aço inox AISI-420
  • Comprimento do cabo de ligação: 7 m para BCS-255 ½ cv
  • Comprimento do cabo de ligação: 10 m (exceto BCS-255 ½ cv)
  • Motobomba BCS-255 ½ cv com opção de boia elétrica para acionamento automático
  • As motobombas monofásicas possuem proteção térmica no motor

Opções

  • Selo mecânico: buna N carbeto de silício
  • Comprimento do cabo de ligação: 25 m

Importante

  • A instalação elétrica deverá seguir as instruções da NBR 5410.
  • Vedada a utilização para bombeamento de água potável.
  • Instale a BCS de forma que o motor elétrico trabalhe completamente submerso. Os modelos que possuem boia elétrica para acionamento automático não devem operar em regime contínuo de funcionamento. Para o bombeamento em sistema contínuo é necessário a submergência total do produto.
  • Temperatura máxima do líquido bombeado: 40 °C.
  • Para utilização fora das aplicações informadas, consulte a Fábrica.
  • Consulte o Manual de Instrução para outros cuidados operacionais.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “BCS-255/355”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *